quem sou eu

Meu nome é Carol Ferrés. Sou designer de formação e de alma. Me mudei para a cidade de São Paulo em 2002, para trabalhar com design editorial. Trabalhei por quinze anos no mercado de editoração e web design. E então decidi parar para entender meu papel no mundo. Em 2011, comecei a fazer intervenções urbanas pelas ruas de São Paulo, movida pela sensação angustiante de que a vida na cidade grande precisava de cuidado. Essa era a palavra que me movia: cuidado. Cafenarua foi uma experiência de exploração da cidade e design urbano que durou seis anos. Nesse período, desenvolvi projetos e intervenções que questionavam a vida na cidade grande, utilizando o design como ferramenta de transformação e estimulando a gentileza urbana. Nos quadros azuis abaixo apresento o que aprendi com a experiência.

Em 2015 criei, junto com uma equipe, um projeto chamado Cidade Azul, para falar sobre os rios enterrados de São Paulo. Desenvolvemos uma plataforma que ajudava as pessoas a encontrar os rios enterrados da cidade. Também fizemos intervenções urbanas e vídeos. 

Em 2016 transformei o projeto Cidade Azul em uma produtora. Com ela, co-produzi uma série ambiental chamada As Cidades Azuis, lançada em 2019 e que percorreu 10 cidades do Brasil contando a história de seus rios.

Em 2019 comecei a trabalhar com marketing digital e hoje trabalho como coordenadora de marketing nas empresas Ferrés Economia, Teros Pricing e Teros Open Banking, e como diretora da produtora cultural Cidade Azul.

Em 2021 a Cidade Azul começa a produzir um mobile game chamado Missão Cidade Azul, com o objetivo de resgatar a natureza sufocada das cidades.

as artes são catalisadoras de mudança de cultura
a tecnologia
nos ajuda a construir cidades
mais verdes
a comunicação espalha a mudança de pensamento
experiências urbanas nos conectam
com
a natureza
nas cidades
intervenções urbanas são inspirações de ação